terça-feira, 3 de março de 2015

[coluna] Qualé a música?! por Maluh Bastos

Sempre que eu vou começar alguma coisa, penso, automaticamente, em começar com o pé direito... ou com os dois ao mesmo tempo.

O que for melhor... Oo

Mas, dessa vez, fui pega numa pequena emboscada. Eis que, mais uma das Loucuras de Caroline, foi me pedir, justo ME pedir para que lhe escrevesse algum conteúdo sobre música no seu querido e duradouro Blog. Algo no meu currículo a fez pensar que eu tenho gabarito para falar sobre isso - tá, eu cursei um ano de Produção de Música Eletrônica na Anhembi Morumbi e me meto a DJ hoje em dia. Porém, acredito que sua intuição tenha ido além disso. Tenha se baseado, talvez, nas minhas intermináveis conversas e prolixas explicações do porquê que algo que ouvi era 'bom pra caralho'. Talvez tenha sido o fato de que eu sempre fiz questão de escolher a playlist das festinhas que fazíamos a ponto de ficar emburrada se por acaso se demorassem demais num artista e/ou música de gosto duvidoso.

Anyway, aqui estou.

Vou ser breve - apesar de já não ter sido, perdões - nesta pequena coluna para evitar que eu me prolongue demais como tanto gosto.

Indicarei aqui, semanalmente, uma música. No pequeno post, apontarei alguns indicativos e referências para tentar simplificar o porquê da minha escolha: produtor da música, o que me chamou atenção na mesma e suas características instrumentais. 

Além disso, também colocarei a fichinha básica de identificação para que, caso alguém se interesse em aprofundar seus conhecimentos, dê aquela boa googlada: nome do artista, nome do álbum, ano de lançamento e gravadora/selo.

Especificações e prolixidades à parte, vamos ao primeiro 'Qualé a música?!'

Música da semana: ‘Legend’
Artista: Drake
Ano de lançamento: 2015 - apesar do ano de sua gravação não ser específico
Gravadora/Selo: OVO / Aspire / Young Money / Cash Money / Republic. (Por que tanta gente?! Oo' Simples. Porquê rapper americano é daqueles que gostam de levar a turminha inteira do bairro pra ser famoso. Aí põe geral pra “produzir”, “rappear” e fazer parte da crew, além de se subdividir em 500 clãs).

Álbum (ou melhor, Mixtape): If You're Reading This is Too Late
Produtor (ódio de todos os aspirantes à produção porquê ele só tem 21 anos de idade): PARTYNEXTDOOR

Comentários nada prolixos:

Desde que Beyoncé lançou seu álbum homônimo em 2014 de surpresa, parece que isso inspirou uma galera pra tentar fazer o mesmo.

Seja pra chamar a atenção de quem já tem muita - como no caso da Sra. Carter - ou para chamar a atenção de quem quase que perde toda a que tinha em questão de poucos meses - no caso de Drake - o lance é que 'If You're Reading This, It's Too Late' veio na mesma onda que o álbum de ‘Drunk in Love’. Do nada, out of the blue, quase tão de repente quanto a ascensão de Ariana Grande no mainstream, a mixtape do rapper canadense apareceu e conseguiu, sim, toda a atenção que queria.

Pra esclarecer: uma mixtape, diferentemente de um álbum, é uma compilação de músicas que não foram selecionadas para compor um álbum em específico. Ou melhor, são músicas aleatórias que o cara compôs, produziu, achou foda e jogou no lixo porque a gravadora, selo ou ele mesmo achou que ficou uma bosta em conjunto com o resto das músicas do álbum, com a desculpa de que 'não fez sentido' - apesar de que eu acho que 98% dos álbuns hoje em dia não fazem sentido MESMO. Inclusive, podemos citar o exemplo do próprio Drake que, em sua carreira, passou de rapper de feature, para rapper que tá tentando ser algo mas não o é, para rapper que quer respeito à força, para rapper que acha que já virou lenda porque tá usando umas tendências musicais que, no underground, já é super clichê.

Mas não vamos entrar nos méritos de quem roubou o quê de quem porque não vale a pena. Querendo ou não, 'If you're reading this...' faz MUITO mais sentido que a própria carreira do Drake toda. O álbum - na minha opinião, ÁLBUM com todas as letras - tem uma narrativa perfeita, uma coerência musical extraordinária, além de composições instrumentais e liricistas bem interessantes.

Por que 'Legend'?

Além de ser a primeira música do álbum - me recuso a falar mixtape -, 'Legend' me soa como um HITAÇO, sabe? Aquela que a galera vai gritar a plenos pulmões no show e nas boates - como já estão fazendo (clique aqui para ver o vídeo). A letra pega e RÁPIDO.

Apesar da prepotência TOTAL do rapper que canta 'Oh my God, if I die I'm a legend', a força dessas palavras vai além do significado e transcende pra verdadeira intensão da composição: fazer todo mundo se sentir uma lenda. Do gari ao atendente de conveniência: quem ouvir essa parada, I dare, I DOUBLE DARE, que não cante com fé, com aquele gostinho de que quer fazer todo mundo pagar por não ter confiado nos seus talentos antes.

Prolixa, eu?! Jamais.

Finalizando a doidera: Ouçam 'Legend' e façam como Drake - sejam lendas, mesmo que não. =)

Até a próxima!


2 comentários:

  1. Tenho problemas com vocais masculinos e hip hop/rap (nunca sei diferenciar), no entanto, achei o texto irado porque dá vontade de escutar a música. Apesar de não curtir, I'll give it a try :) Btw, interessante como dá pra te escutar enquanto lendo o texto.
    Irada a ideia da coluna, tentarei acompanhar sempre. :)

    Xo

    PS, Aceita sugestões de artistas? Às vezes acho massa ler a opinião da galera nas coisas que eu curto, muito embora poucos consigam escuta-las. :x

    ResponderExcluir
  2. Maluh falando: Claro que sim, Lohan. Tô aceitando. =D

    ResponderExcluir