segunda-feira, 26 de julho de 2010

Beautiful Mess.

Nós estávamos no chão da área da minha casa, ele estava deitado sobre as minhas pernas enquanto eu acariciava seu rosto, um rosto perfeitamente normal... Algumas manchas, uma barba escassa, algumas pequenas espinhas, sobrancelha desalinhada, daquele jeito que eu sempre gostara...

Estávamos juntos há apenas alguns meses e eu nunca disse o que o amava... Ele questionava o por que e eu sempre respondia que não estava na hora... Apenas algunes meses... Para ele tempo suficiente para aprender a me amar da forma complicada que eu sou, para mim tempo insuficiente para decidir...

Naquela tarde, pela primeira vez em tanto tempo o observei... Cada detalhe dele era surpreendentemente belo, o formato da boca, o olhos levemente cerrados, até a sobrancelha mal feita era bela...

Well it kind of hurts when the kind of words you write
Kind of turn themselves into knives
And don't mind my nerve you can call it fiction
‘Cause I like being submerged in your contradictions dear
‘Cause here we are, here we are
And what a beautiful mess this is
It’s like taking a guess when the only answer is yes

Devagar encostei meus lábios sobre os dele, meu cabelo roçou levemente em seu rosto e ele sorriu, recebendo meus lábios com carinho como se estivesse ali, esperando apenas aquilo acontecer. O beijo dele era bom, mas aquele dia estava muito melhor do que eu imaginava, talvez por que nunca o tinha beijado naquela situação...

O beijo prolongou-se por alguns minutos que para mim não poderiam terminar mais, meu coração estava mais acelerado do que nunca... Nunca tinha sentido isso antes... A língua dele explorava minha boca de uma forma carinhosa, apaixonada...

Eu jamais conseguiria descrever com simples palavras o que aquele beijo provocou em mim... Acho que não existem palavras suficientemente boas para traduzir aquilo, eu só sei que senti...

- Eu te amo... - Ele disse depois que me olhou fixamente, aqueles olhos castanhos fizeram toda a minha alma vibrar de alegria. Não disse nada, mais uma vez, apenas o beijei novamente...

E foi nesse momento que descobri o quanto o amava...

                                                                                     Maria

7 comentários:

  1. Aiinn xonei!! Hahahahaha!! Cah pra esrritora NOW!! Escreve um Cah, eu compro!! Hehehehe!!

    ResponderExcluir
  2. Ja disse que tenho orgulho de você? E que te amo?
    Não? Pois agora as pense em dobro.




    ...Ora, vc achou que seria só isso?

    É mais do que vc imagina!

    ResponderExcluir
  3. adorei msm esse conto, adorei o blog em sim

    ta de parabens, cah

    bjssss


    AMO

    ResponderExcluir